Edivaldo Júnior e Glalbert Cutrim são eleitos para direção nacional do PDT

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, e o deputado estadual Glalbert Cutrim foram eleitos ontem, durante a XXIII Convenção Nacional do PDT, membros do diretório nacional da sigla.

O evento, realizado em Brasília, também marcou a recondução, por unanimidade, do ex-ministro Carlos Lupi ao comando nacional do partido e a ascensão do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, ao cargo de vice-presidente nacional.

Durante o encontro, membros da legenda de várias regiões do Brasil ratificaram apoio à pré-candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República, em 2018.

Já os pedetistas maranhenses, dentre eles deputados, vereadores e outras lideranças políticas e de movimentos sociais, fecharam questão em torno do nome do deputado federal Weverton Rocha, presidente do PDT no estado, para representar o partido na disputa ao Senado.

Lupi e Rocha avaliaram que Edivaldo representa, na capital maranhense, um fruto da luta da juventude, com grande contribuição política.

De acordo com eles, o prefeito de São Luís, além do carisma pessoal, tem forte potencial político e a sua reeleição, ano passado, mostrou que ele trabalhou e continua trabalhando muito pelo desenvolvimento da capital.

Edivaldo agradeceu as manifestações de apoio e destacou avanços importantes da sua administração à frente da prefeitura de São Luís, como as melhorias na área do transporte público, com a licitação dos transportes, a renovação de mais de 60% da frota em quatro anos e a chegada, à cidade, dos primeiros coletivos com ar condicionado.

Glalbert Cutrim, em suas redes sociais, disse sentir-se honrado pelo reconhecimento dos dirigentes do PDT e pela oportunidade dada a ele para se integrar, mais ainda, ao projeto político do partido no Maranhão e no Brasil.

Tanto Edivaldo, quanto Cutrim, filiaram-se à legenda em 2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.