Investigado na Lava Jato, Lobão irá presidir CCJ do Senado

O PMDB indicou na tarde desta quarta-feira o senador Edison Lobão para presidir a poderosa Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

Investigado na Operação Lava Jato, o senador maranhense será o responsável pela sabatina de Alexandre de Moraes, ex-ministro que foi indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar a vaga por Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal.

Lobão disse que pretende dar celeridade ao processo de avaliação do nome escolhido pelo presidente.

Também se disse confortável em presidir a comissão, mesmo figurando como investigado na Lava Jato.

“A investigação não deve molestar a ninguém. Não molesta a mim. Se houver uma alegação contra mim, caluniosa, é bom que se possa investigar para que eu possa demonstrar que não passa de uma calúnia. É o que já ocorreu com duas outras investigações que foram arquivadas a pedido do procurador-geral, e arquivadas pelo Supremo por absoluta falta de procedência”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.