Bira do Pindaré e Flávio Dino cada vez mais distantes

O mais novo capítulo que mostra o distanciamento político entre os dois amigos é o fato de Bira estar protelando aceitar o convite de Dino para filiar-se ao PC do B.

Dino e Pindaré: ainda amigos, mas com projetos políticos distintos.

O que até bem pouco tempo parecia uma situação impossível, hoje é uma realidade. O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) e o governador Flávio Dino (PC do B), amigos desde os tempos da UFMA e aliados políticos de primeira hora, estão afastados.

Bira, atualmente, raramente participa dos atos promovidos pelo seu ex-professor no curso de Direito.

O distanciamento teve início quando Pindaré, ainda no ano passado, deixou a Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia, retornou para o parlamento e esperava ser alçado ao posto de candidato a prefeito de São Luís com o apoio do comunista.

Dino, como todos sabem, venceu com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Após a eleição, ganhou força nos bastidores um movimento que apontava Bira como candidato do governador para o senado, em 2018.

A onda perdeu força e Flávio Dino, hoje, dá demonstrações claras no sentido de ter os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e José Reinaldo (PSB) como seus candidatos à Câmara Alta.

O mais novo capítulo que mostra o distanciamento político dos dois amigos é o fato de Bira estar protelando aceitar o convite de Dino para filiar-se ao PC do B.

O deputado teria recebido a garantia do governador de ser peça forte na cooperativa de candidatos comunistas que disputarão o pleito para deputado federal.

Porém, Pindaré anda temeroso de embarcar no projeto e ser deixado pelo caminho.

Além de ainda não ter aceitado o convite, Bira mostra-se muito mais próximo de Zé Reinaldo, que deverá deixar o PSB e desembarcar no DEM ou PSDB. E é no ex-governador, que contará com o apoio de dezenas de prefeitos, capitaneados por Cleomar Tema, presidente da FAMEM, que o ainda socialista enxerga um porto mais seguro para chegar à Câmara Federal.

Outro fato que também contribuiu para o distanciamento entre Bira e Dino diz respeito à pasta que o parlamentar comandou no governo até ano passado.

O deputado, após sua saída, perdeu totalmente a força que detinha, situação que até hoje lhe causa insatisfação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.