São Luís pode ficar sem coletivos a partir desta sexta-feira

Rodoviários estarão reunidos nesta quinta-feira (12) para deliberar sobre a realização, ou não, de mais um movimento grevista.

Trabalhadores do sistema de transporte coletivo de São Luís estarão reunidos, nesta quinta-feira (12), para deliberar sobre a realização, ou não, de mais uma greve.

As assembleias foram convocadas pelo Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (STTREMA) e acontecerão nos períodos da manhã e da tarde – às 9h e 16h – na própria sede da entidade, na Rua Afonso Pena.

A paralisação, caso seja aprovada pela categoria, atingirá somente os ônibus que circulam na capital.

O presidente do Sindicato, Isaías Castelo Branco, explicou que os rodoviários estão cobrando, primeiramente, o cumprimento de acordo, firmado ano passado entre o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís, prefeitura e consórcios, que determinou o aproveitamento, por parte das empresas que ganharam a licitação do setor, de mais de 500 trabalhadores do sistema que foram demitidos. O acordo, segundo Castelo Branco, teve a chancela do Ministério Público Estadual.

A categoria também reivindica o pagamento de verbas rescisórias e do 13º salário dos fiscais do consórcio Rio Anil e São Cristovão; pagamento, em dia, dos salários e do plano de saúde; melhoria da estrutura física de diversos pontos finais; cumprimento da convenção coletiva de trabalho no que diz respeito ao pagamento de salários por meio de contas em banco; cumprimento do intervalo para descanso entre as viagens; dentre outras.

“Estamos cansados de termos os nossos direitos desrespeitados. Nos reuniremos com a categoria em duas assembleias com o objetivo de conversarmos com todos. Caso a maioria decida pela greve, iniciaremos o movimento ainda esta semana”, disse o presidente da entidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.