Greve dos Rodoviários: Categorias se reúnem, mas negociações não avançam

Novo encontro acontecerá nesta sexta-feira. Caso não haja entendimento, paralisação dos ônibus em São Luís terá início na segunda-feira.

Representantes do Sindicato dos Rodoviários, SET, Consórcio de empresas e SMTT estiveram reunidos ontem tentando encontrar um consenso para que não haja a primeira greve do ano do transporte coletivo de São Luís.

O encontro ocorreu na sede da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte e pouco se avançou durante as conversações. 

A classe empresarial solicitou aos representantes da categoria prazo, até o fim do mês, para deliberar sobre três reivindicações. São elas: pagamento de verbas rescisórias e do 13º salário dos fiscais do consórcio Rio Anil e São Cristovão; melhoria da estrutura física de diversos pontos finais e cumprimento do intervalo de descanso; cumprimento da convenção coletiva de trabalho no que diz respeito ao pagamento de salários por meio de contas em banco.

Porém, sobre outros pontos considerados pelos rodoviários como prioritários, não houve entendimento, sendo um deles o cumprimento de acordo, firmado ano passado, que determinou o aproveitamento, por parte das empresas que ganharam a licitação do setor, de mais de 500 trabalhadores do sistema que foram demitidos. O acordo teve a chancela do Ministério Público Estadual.

O presidente do Sindicato da categoria, Isaías Castelo Branco, informou que um novo encontro será realizado nesta sexta-feira (20).

E garantiu que, caso não haja posicionamento concreto sobre os pontos da pauta reivindicatória, o movimento grevista, que atingirá somente coletivos que circulam em São Luís, terá início nas primeiras horas da próxima segunda-feira.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.