Caos em Bacabal: disputa política penaliza população com fechamento de Pronto Socorro e Hospital Infantil

A Justiça maranhense precisa intervir urgentemente e encontrar uma solução para o caos político e administrativo que se instalou no município de Bacabal.

A disputa pelo comando da prefeitura envolvendo os grupos do prefeito José Vieira (PP) e da dupla João Alberto/Roberto Costa, ambos do PMDB, está causando sérios danos a população.

O editor do blog vem tratando do assunto desde o início do mês – reveja aqui, aqui, aqui e aqui

Impedido de ter acesso as contas bancárias do município, Zé Vieira tomou uma decisão que prejudica seriamente os bacabalenses e até moradores de cidades vizinhas: determinou o fechamento do Pronto Socorro Municipal e do Hospital Materno Infantil.

Vieira, que se sustenta no cargo por força de uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral, justificou o ato alegando justamente o fato de estar impedido de movimentar os recursos da prefeitura.

E culpou diretamente o senador João Alberto e o deputado Roberto Costa, segundo lugar para o cargo de prefeito nas eleições do ano passado, pelo que ele classifica de manobra política.

Hoje, o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, começou a se movimentar no sentido de encontrar uma solução que reabra as duas unidades de saúde.

E é necessário também que a Justiça e o Ministério Público, que já foi provocado para se pronunciar, também direcionem seus olhos para a situação de caos que se instalou em Bacabal e que está penalizando o povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.