Após sofrer derrota nas urnas, Fernanda Gonçalo dá férias forçadas para servidores da Educação de Bacabeira

Um caso inusitado aconteceu, nesta quarta-feira (10), no município de Bacabeira.

Uma portaria assinada pelo secretário municipal de Administração e Finanças, Célio Teixeira de Almeida, concedeu férias regulares – uma espécie de saída forçada – a todos os servidores contratados e comissionados do setor da Educação.

O ato, curiosamente, foi adotado três dias após a prefeita Fernanda Gonçalo (PMN) sofrer uma derrota nas urnas.

O seu cunhado, Ariston Ribeiro (Avante), atual vice-prefeito de Santa Rita, cidade administrada pelo marido de Fernanda, o médico Hilton Gonçalo (Avante), perdeu a disputa para a vereadora Kellyane Calvet (PMB), a mais votada em Bacabeira para o cargo de deputada estadual.

As chamadas férias regulares concedidas aos funcionários da Educação, de acordo com vários servidores que mantiveram contato com o Editor do Blog, foram instituídas de forma irregular, uma vez que muitos não haviam solicitado o benefício; não houve um comunicado prévio sobre a medida e, tão pouco, o pagamento foi executado.

A portaria atingiu até a atual secretária municipal de Educação, Olga Maria dos Santos Pereira Calvet, mãe de Kellyane e esposa do ex-prefeito e ex-deputado, Reinaldo Calvet.

Para os bacabeirenses, a medida posta em vigor pela prefeita tem como objetivo realizar uma espécie de “pente fino” no funcionalismo visando identificar àqueles que, porventura, lhe traíram.

Ocorre que operando desta forma, Fernanda instala uma crise política sem precedentes, uma vez que a maioria dos comissionados e contratados a ajudou em 2016, quando ela foi eleita para o cargo de prefeita.

E estes servidores possuem os seus padrinhos, que irão cobrar a conta.

Uma ideia sobre “Após sofrer derrota nas urnas, Fernanda Gonçalo dá férias forçadas para servidores da Educação de Bacabeira

  1. Pingback: Após denúncia do Blog, prefeita revoga portaria dando férias forçadas para servidores de Bacabeira - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *