Maura Jorge tergiversa sobre caso de funcionária fantasma

Candidata do PSL ao governo do Maranhão, a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, tergiversou ontem, durante entrevista à TV Mirante, sobre um tema espinhoso que marcou a sua vida pública.

Trata-se do caso de uma funcionária fantasma, identificada como Gessina Vieira, que foi mantida no seu gabinete durante o período no qual ela exerceu o mandato de deputada estadual na Assembleia Legislativa.

A candidata, então deputada, foi denunciada pelo Ministério Público à Justiça, sendo que o processo para apurar a irregularidade tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública de São Luís.

Segundo a denúncia do Parquet, Gessina era empregada doméstica e trabalhava na residência de Maura Jorge, na capital maranhense.

No entanto, mesmo sem ter conhecimento, foi lotada em um cargo comissionado no gabinete da patroa.

A empregada só descobriu que o seu nome estava sendo usado quando tentou buscar a aposentaria por tempo de serviço junto ao INSS.

Questionada sobre o assunto na entrevista, Maura desconversou. Disse que na vida pública há situações de justiça e injustiça.

Se confundiu ao dizer que a funcionária não era sua, mas da Assembleia.

E finalizou, tentando se esquivar, afirmando que possuía muitos funcionários em seu gabinete e que a Justiça é que dará a palavra final sobre o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *