“Absurdo jurídico”, afirma Márcio Jerry sobre sentença proferida por juíza de Coroatá

Candidato a deputado federal, o jornalista Márcio Jerry (PC do B) classificou como absurdo jurídico sentença proferida pela juíza Anelise Nogueira Reginato, da 8ª Zona Eleitoral de Coroatá, que o tornou inelegível.

“Basta ter bom senso e saber ler para constatar que a sentença da juíza lá em Coroatá é sob todos os aspectos um absurdo jurídico. A principal referência a mim na sentença, por exemplo, é participação num comício. Que coisa”, disse o ex-secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos nas suas redes sociais.

A sentença, além de Jerry, imputou inelegibilidade, por um período de oito anos, ao governador Flávio Dino (PC do B); e aos prefeito e vice-prefeito da cidade, Luís Mendes Ferreira Filho e Domingos Alberto Alves de Sousa, respectivamente.

Os dois últimos também tiveram os mandatos cassados.

Segundo Jerry, “a ação movida pelos Sarney /Murad [uma referência à coligação da ex-prefeita Teresa Murad, autora da açaõ] visa mais uma vez tenta gerar instabilidade ao processo eleitoral. Não bastasse o que já causaram ao país com a instabilidade política gerada pelo impeachment da pres Dilma, agora querem impedir a escolha do povo maranhense pelo voto democrático”.

3 ideias sobre ““Absurdo jurídico”, afirma Márcio Jerry sobre sentença proferida por juíza de Coroatá

  1. Pingback: Flávio Dino também se manifesta sobre decisão de magistrada - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: Dino afirma que registrará candidatura hoje no TRE/MA - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

  3. Pingback: Dino afirma que registrará candidatura hoje no TRE/MA | Marcelo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *