Grupo de Zé Vieira manobra e realiza eleição clandestina na Câmara Municipal

O prefeito cassado Zé Vieira com o vereador César Brito.

Com o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e prestes a deixar o comando do município, o prefeito José Vieira (PP) resolveu manobrar e, com o apoio de oito vereadores, promoveu uma eleição clandestina para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Bacabal, biênio 2019/20.

Ocorre o seguinte: o atual presidente da Casa, vereador Edvan Brandão (PSC), convocou para ontem a eleição que definiria o novo comando da Câmara.

Brandão e mais oito parlamentares são aliados do deputado estadual Roberto Costa e do senador João Alberto, ambos do MDB.

Eles estiveram, inclusive, em São Luís no último fim de semana declarando apoio a pré-candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), oportunidade na qual anunciaram que iriam antecipar o pleito.

O objetivo era reeleger o atual presidente, dando ao grupo que faz oposição ao prefeito cassado mais força política.

Edvan Brandão assumirá a prefeitura, tão logo Zé Vieira seja afastado em definitivo.

Ele figura, hoje, como principal nome para concorrer na eleição suplementar que será realizada no município.

Zé Vieira, através de uma ação civil de improbidade administrativa, conseguiu na Justiça que a eleição para Mesa Diretora fosse suspensa.

A decisão é da lavra do juiz Marcello Frazão Pereira, titular da 2ª Vara e respondendo pela 4ª Vara da Comarca de Bacabal.

Apesar da decisão judicial suspendendo o pleito, os oito vereadores ligados ao prefeito cassado compareceram à sessão e elegeram como novo presidente, para os próximos dois anos, César Brito (PPS).

O grupo de Edvan Brandão irá recorrer da decisão judicial e trabalhará para tornar nula a manobra patrocinada pelos vereadores ligados a Zé Vieira.

Uma ideia sobre “Grupo de Zé Vieira manobra e realiza eleição clandestina na Câmara Municipal

  1. Pingback: Bacabal: TSE publica decisão cassando Zé Vieira e presidente da Câmara pode assumir comando do município hoje - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *