Bolsonaro critica comunismo e afirma que plano de governo é uma peça de ficção

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) desembarcou, nesta quinta-feira (14), em São Luís.

O presidenciável foi recebido por uma multidão no aeroporto internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, por volta do meio dia, e, em seguida, concedeu entrevista coletiva no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, onde participou de ato político no qual apresentou sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto e ratificou apoio a pré-candidatura da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), ao governo do Maranhão.

Bolsonaro criticou o comunismo e o Partido Comunista do Brasil (PC do B), legenda do governador Flávio Dino, pré-candidato a reeleição.

“Onde já se viu comunista falar em democracia, rapaz? Quando morreu o pai do Kim Jong-um, lá na Coréia do Norte, o Partido Comunista do Brasil, o qual integra o nosso querido governador [Flávio Dino], fez uma monção de pesar ao filho dele. Será que nós queremos viver como vive o coitado do povo coreano? Eu não engulo a palavra comunismo, nós evitamos em 64 que o Brasil mergulhasse no comunismo e a saída da Dilma foi mais um golpe neles. Boa sorte ao Flávio Dino e poucos votos a ele nessa eleição”, afirmou.

O presidenciável garantiu que não irá fazer nenhum tipo de acordo com outros partidos com o objetivo de obter maior tempo no horário eleitoral gratuito no rádio e TV.

Questionado sobre o seu plano de governo para mudar a realidade do Brasil, Bolsonaro disse tratar-se de uma peça de ficção.

“Ninguém tem plano de governo até o momento. Geralmente isso é uma peça de ficção encomendada junto a um marqueteiro. Certamente o meu [plano] será o pior de todos, porque será verdadeiro”, disse.

Sobre a força política do ex-presidente Lula no Maranhão, onde sempre obteve votações expressivas e que aparece liderando as pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro garantiu não estar preocupado em mudar este cenário.

“Não estou preocupado em reverter situação. Estou me apresentado ao povo maranhense, viemos conversar com todos, independentemente se já votou ou não no PT. As pessoas mudam, melhoram”.

Jair Bolsonaro ratificou total apoio a Maura Jorge. De acordo com ele, a ex-prefeita tem plenas condições de executar um governo que, de fato, melhore a vida dos maranhenses.

2 ideias sobre “Bolsonaro critica comunismo e afirma que plano de governo é uma peça de ficção

  1. Pingback: PSL, de Bolsonaro, ainda não fez doação à campanha de Maura Jorge - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: PSL, de Bolsonaro, ainda não fez doação à campanha de Maura Jorge | Blog do Valdir Rios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *