Duas possibilidades e uma traição…

Zé Reinaldo e Carlos Brandão: um dos dois, segundo novas informações, pode ser rifado.

Informações revelando uma possível nova jogada no tabuleiro das eleições deste ano no Maranhão começaram a circular na imprensa.

O fato novo, caso se confirme, irá se tratar de uma das maiores traições da história recente da política de nosso estado.

O enredo é o seguinte: o governador Flávio Dino (PC do B) estaria negociando com o deputado federal Juscelino Filho, presidente estadual do DEM, a filiação do jovem e competente secretário Felipe Camarão.

A jogada envolveria entregar ao Democratas a pasta da Educação e, desta forma, enterrar o projeto da sigla de lançar candidato ao Senado.

Primeira traição: é de conhecimento público que o ex-governador e atual deputado federal, José Reinaldo Tavares, irá se filiar ao DEM no dia 06 de fevereiro para representar o partido na disputa por uma das duas vagas que serão abertas para Câmara Alta.

Se, de fato, Dino esteja trabalhando a possibilidade de garantir o apoio do partido desta forma, rifando o nome daquele que o criou politicamente, será um dos maiores atos de traição e ingratidão já verificados no estado.

Segunda traição: outra possibilidade ventilada seria colocar Felipe Camarão, já devidamente filiado ao Democratas, como candidato a vice na chapa de Flávio Dino.

Neste cenário, o rifado seria Carlos Brandão, que sempre se mostrou fiel ao governador e o ajudou substancialmente ao levar para o seu palanque, em 2014, o PSDB.

Particularmente, o editor do blog não acredita que esta manobra irá se confirmar.

Acredito que Dino queira, de fato, reeditar a dobradinha vitoriosa com Brandão, que irá se filiar ao PRB, e não pense em prejudicar Zé Reinaldo desta forma.

No entanto, caso uma das possibilidades se confirme, será uma bela de uma traíragem.

É aguardar e conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *