Fábio Macedo não curtiu! Assembleia aprova projeto que altera regras para substituição de cargos na Mesa Diretora

Com a mudança, caso Humberto Coutinho renuncie à presidência, quem assume em definitivo é o deputado Othelino Neto, sem a necessidade de eleição.

O plenário da Asssembleia Legislativa do Maranhão aprovou, nesta quarta-feira (06), projeto de resolução legislativa, de autoria do deputado Roberto Costa (PMDB), que altera as regras para substituição de cargos vagos na Mesa Diretora da Casa.

A aprovação da proposta coloca fim ao sonho do deputado Fábio Macedo (PDT), 2º vice-presidente da Mesa Diretora, que articulava nos bastidores uma possível candidatura ao cargo de presidente, caso houvesse a renúncia do também pedetista Humberto Coutinho, afastado do comando da AL para tratamento de saúde.

Explica-se: o projeto determina que, em caso de vacância do cargo de presidente, por exemplo, assume definitivamente o 1º vice-presidente – leia-se Othelino Neto (PC do B), que está no exercício da presidência — sem necessidade de nova eleição.

Declarado vago o cargo na Mesa Diretora, nas hipóteses previstas no Art. 75 deste Regimento ou pelo afastamento do titular para exercício de cargo ou função em outro Poder, a sucessão dar-se-á da seguinte forma: para o cargo de presidente pelo 1º vice-presidente e para este e os demais obedecidos na ordem de sua sequência, realizando-se a eleição para os que restarem vagos, no prazo de até cinco sessões ordinárias, obedecidas as regras do Art. 8 deste Regimento Interno. Para o cargo de secretário, aplica-se a regra de sucessão prevista no inciso anterior, no prazo de até cinco sessões, nos termos do Art. 8 do Regimento Interno”, determina o projeto.

Ou seja, com a alteração do Regimento Interno da Casa, caso Coutinho venha a renunciar à presidência, quem assume automaticamente em seu lugar será o deputado comunista, ficando a Mesa Diretora obrigada a convocar eleição somente para os cargos de 1º secretario e 4º secretário.

Esta, com certeza, Macedo não curtiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *