Justiça determina prisão do irmão do deputado Rigo Teles

Nenzim, deputado Rigo Teles e o irmão, Pedro Teles.

Os desembargadores Ângela Maria Salazar, Tayrone José Silva e José Luiz Oliveira de Almeida, que integram a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão, determinaram a prisão do empresário Pedro Alberto Teles de Sousa.

Pedro Teles é filho do ex-prefeito da cidade de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, mais conhecido no meio político como Nenzim; e irmão do deputado estadual Rigo Teles (PV).

O empresário é acusado de ter encomendado a morte do trabalhador rural Miguel Pereira Araújo, o Miguelzinho, que teria invadido terras de sua propriedade em Barra do Corda.

O crime aconteceu no ano de 1997. Pedro Teles foi condenado a 21 anos de prisão, no dia 5 de março de 2013, e recorria em liberdade até o trânsito em julgado da sentença.

A sentença foi proferida pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri. Na mesmo julgamento, também foram condenados Moises Alexandre Pereira e Raimundo Pereira, acusados de executar o crime. Cada um pegou 17 anos de prisão.

“Considerando a orientação firmada pelo Plenário do STF, nos autos do Habeas Corpusnº 126.292, Rel. Min. Teori Zavascki, ratificado nas medidas cautelares nas ADCs nº 43 e 44, de relatoria do Min. Marco Aurélio, e ainda, reafirmada em sede de repercussão geral, nos autos do ARE 964.246, Rel. Min. Teori Zavascki, após esgotadas as instâncias ordinárias de julgamento, expeça-se mandado de prisão e guia de recolhimento provisória em desfavor do embargante”, decidiu Ângela Maria Salazar, relatora do caso e, cujo voto, foi acompanhado pelos outros dois desembargadores.

2 ideias sobre “Justiça determina prisão do irmão do deputado Rigo Teles

  1. Pingback: Pistolagem! Ex-prefeito de Barra do Corda é assassinado com tiro no pescoço - Blog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: Pistolagem! Ex-prefeito de Barra do Corda é assassinado com tiro no pescoço | Marcelo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *